Você acha que Amanda Knox estava mentindo?

8,5 milhões de espectadores sintonizaram para assistir à entrevista de Diane Sawyer com Amanda Knox. Knox foi acusada de assassinar sua colega de quarto, Meredith Kercher, na Umbria, Itália, em 2007. Ela passou 1.400 dias na prisão antes de seu caso ser anulado.

Seu caso e comportamento foram envoltos em mistério. Seguidores do julgamento se perguntaram:

Ela realmente matou Meredith Kercher?



Ela está escondendo informações sobre o assassinato?

Ela sabe mais do que está disposta a revelar?

Sua entrevista com Diane Sawyer trouxe à luz alguns novos problemas e sua linguagem corporal e pistas não-verbais podem ter nos dado mais informações do que o que ela realmente disse.

Uma vez que só fui capaz de assistir a entrevista de Knox e não fui capaz de defini-la, abaixo irei apontar algumas das bandeiras vermelhas da entrevista onde eu acredito que Sawyer poderia ter cavado um pouco mais fundo, já que sua linguagem corporal não combinava com a verbal respostas.

Aqui estão algumas dicas interessantes de linguagem corporal da entrevista de Knox com Diane Sawyer:

1. CORRESPONDÊNCIA: Taxa de piscada lenta

Ao longo da entrevista, Amanda Knox piscou visivelmente devagar, o que é um bom sinal de que ela não estava mentindo. Engano e nervosismo podem causar uma taxa de piscar mais rápida, então sua taxa de piscar lenta era um bom sinal de que sua linguagem corporal combinava com sua declaração de inocência.

2. JOGO: Desprezo

Desprezo de Amanda Knox

Outro sinal positivo de que as palavras de Knox combinavam com sua linguagem corporal foi quando Diane Sawyer leu os apelidos que a mídia havia dado a Knox, como diabo com rosto de anjo. Knox ouviu os nomes e disse: Não os ouvi, ao mesmo tempo em que mostrou uma microexpressão de desprezo - um levantar da boca unilateral. Essa expressão facial de ódio está em congruência com sua declaração verbal de ter sido acusada injustamente. Veja um guia completo de microexpressões aqui.



3. MISMATCH: Acenos de cabeça

Uma grande bandeira vermelha e linguagem corporal incompatível foi durante uma das mais importantes séries de perguntas de Diane Sawyer. Aqui está como eles foram:

Primeiro, Sawyer perguntou a Knox, Você matou Meredith Kercher? Knox diz Não, muito diretamente, com contato visual, sem tiques faciais estranhos e, o mais importante, balançar a cabeça de um lado para o outro - o sinal não-verbal de não. Este movimento de cabeça negativo corresponde à sua afirmação negativa e a ausência de fugas faciais também é isenta de engano.

Em segundo lugar, Sawyer pergunta, você estava lá naquela noite? A resposta verbal de Knox é a mesma, não. No entanto, seu comportamento não verbal nessa questão é diferente. Ela diz Não, em seguida, mostra uma microexpressão de surpresa e acena com a cabeça para cima e para baixo - a posição de sim. Aqui, o não-verbal dela não corresponde às suas palavras. Há uma série de razões pelas quais ela poderia ter demonstrado aquela surpresa e aceno de cabeça. Ocasionalmente, as pessoas erguem as sobrancelhas como um pontuador verbal ou ponto de exclamação. Novamente, não é um sinal certo de mentira, mas uma bandeira vermelha definitiva em meu livro.

Amanda Knox Surpresa

4. MISMATCH: Engolir

Outra bandeira vermelha veio logo após a pergunta de Sawyer sobre o paradeiro de Knox naquela noite. Sawyer perguntou: Você sabe de mais alguma coisa que não disse à polícia que não tenha dito neste livro? Primeiro, Knox leva um pouco mais de tempo para responder a essa pergunta do que as perguntas anteriores - o que nunca é um bom sinal. Em seguida, ela engole profundamente, mostrando nervos intensos. Essa pergunta não deixaria uma pessoa honesta nervosa. Então, por que essa pergunta foi tão difícil para ela responder? Outra bandeira vermelha.



5. PARTIDA: Postura

Durante a maior parte da entrevista, a postura de Knox e a maneira como ela segurou as mãos foram bastante relaxadas. Isso combina com sua postura de inocência e que ela não tem nada a esconder. A única vez que ela mostrou nervosismo extremo foi durante a intensa engolir em seco após a pergunta de Sawyer sobre a retenção de informações.

6. MISMATCH: Falta de Indignação e Tristeza

Várias vezes durante a entrevista, Knox expressou verbalmente tristeza e indignação, mas não mostrou essas microexpressões. Por exemplo, Knox diz que poderia muito bem ter sido eu, ao se referir ao que poderia ter acontecido se ela estivesse em casa. Ainda assim, durante seus comentários, ela não mostra absolutamente nenhuma tristeza ou raiva. Quando ela faz a declaração forte: Minha amiga foi assassinada e poderia facilmente ter sido eu, Seu rosto está completamente desprovido de emoção. Ela continua e suspira, mas ainda sem emoção facial desse evento traumático. Essa falta de emoção não condiz com suas palavras fortes. Novamente, não sabemos se isso é porque ela está entorpecida com os eventos ou porque ela ensaiou essas falas para que ela não mostre mais emoção, mas ainda é uma bandeira vermelha.

7. Descubra a mentira

O comportamento de Knox nos últimos 4 anos foi radicalmente diferente. Afinal, nós a vimos crescer de uma universitária para uma mulher nas notícias e nos tribunais. Ela comenta na entrevista que gostaria de ter lidado com tudo de uma forma mais madura. Nosso maior desafio é diferenciar imaturidade de culpa.

Aprenda como identificar mais mentiras com nosso guia final:

Como detectar uma mentira